Prêmio Direções da Abicalçados distinguirá empresas com excelência no mercado internacional


Fonte: Comex do Brasil


 Com o objetivo de destacar as indústrias calçadistas com melhores práticas no mercado, tanto doméstico como além-fronteiras, a Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) lançou, em novembro passado, a 4ª edição do Prêmio Direções. Um dos destaques da premiação será a categoria Internacionalização, que visa apontar cases positivos – um de micro/pequeno e outro de médio/grandes portes – de incremento dos negócios internacionais através de estratégias adequadas e que buscam não somente a promoção comercial, mas também a consolidação do produto no exterior.

O câmbio favorável para as exportações fez com que algumas empresas voltassem novamente os olhos para o mercado externo. “Com a expectativa de incremento nos negócios e a possibilidade de recuperar anos perdidos com quedas consecutivas nos embarques ao exterior, muitas indústrias estão dedicando generosas fatias de produção para os mercados além-fronteiras, mas nem todas estão preparadas. A exportação deve ser uma estratégia da empresa, algo permanente e não ocasional. É por isso que as empresas que continuaram apostando no mercado internacional, mesmo com as dificuldades enfrentadas em anos recentes, devem colher melhores resultados nesse momento mais positivo”, explica o presidente-executivo da Abicalçados, Heitor Klein, ressaltando que o Prêmio Direções irá destacar justamente esses cases para o setor.

Longo prazo

A Analista de Negócios Internacionais da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Mariana Gomes, destaca que adotar a exportação como estratégia significa entender que o sucesso no mercado internacional, muitas vezes, significa um investimento com retorno no longo prazo. “Significa que a empresa precisa se preparar, tendo que adaptar sua estrutura interna para atender às exigências dos compradores internacionais, entender o comportamento, o poder e o interesse de compra do comprador e planejar sua entrada e manutenção neste mercado”, comenta Mariana, que também é gestora do programa setorial de calçados Brazilian Footwear, mantido pela Abicalçados em parceria com a Agência.


(Leia na íntegra)