Exportações em maio crescem 1,9%

Fonte: MDIC

Em maio, as exportações brasileiras foram de US$ 19,241 bilhões. Sobre maio de 2017, os embarques ao exterior tiveram crescimento de 1,9%, pela média diária. No mês, as importações totalizaram US$ 13,260 bilhões, o que representou aumento de 14,5% sobre igual período comparativo. O saldo comercial de maio foi de US$ 5,981 bilhões, terceiro melhor resultado para o período ficando atrás de 2017, US$ 7,661 bilhões, e 2016, US$ 6,432 bilhões.

No acumulado do ano, as vendas ao exterior foram de US$ 93,625 bilhões, valor 6,5%, maior que o registrado no mesmo período do ano passado. Já as importações, de janeiro a maio, somaram US$ 67,470 bilhões, aumento de 14,6%, na mesma comparação. No ano, o superávit acumulado é de US$ 26,155 bilhões.

O diretor do Departamento de Estatística a e Apoio à Exportação do MDIC, Herlon Brandão, durante a entrevista coletiva para comentar os dados da balança comercial em maio, ressaltou que, apesar de as exportações terem crescido no mês de maio como um todo, o desempenho das exportações nas duas últimas semanas do mês pode ter sido afetado pela paralisação dos caminhoneiros. Ele informou que, ao se comparar a média diária das exportações de maio até a terceira semana do mês (US$ 1,063 bilhão com a média registrada nas duas últimas semanas (US$ 678 milhões), percebe-se uma retração de 36%.

Brandão ressaltou, no entanto, que devido aos vários fatores que interferem na atividade exportadora não é possível atribuir a queda somente à paralisação. Outro ponto destacado pelo diretor foi que os efeitos da paralisação ainda poderão ser "sentidos nas próximas semanas".