Em tempos de crise, assuma riscos


Fonte: PEGN

É difícil pensar em crise econômica como uma coisa positiva. Mas é nos momentos difíceis que surgem grandes ideias. A crise pode gerar oportunidades para quem assume riscos. Você já parou para pensar nas coisas que deixou de fazer no seu negócio ou vida profissional por medo de arriscar? Consegue imaginar o que seria diferente se tivesse tido um pouco mais de coragem e confiança e assumido mais riscos? Já viu esse filme? É uma situação muito mais comum do que pensamos.

Muitas vezes, sabemos o que queremos fazer, mas acabamos não dando o primeiro passo. O motivo maior é a nossa aversão ao risco e o medo da exposição. Deixar as coisas como estão, mesmo quando não é a melhor opção, é certamente a escolha menos assustadora. De fato, os avanços na tecnologia de imagem do cérebro podem verificar que os seres humanos estão programados para a aversão ao risco. Em outras palavras, é muito mais fácil se contentar com o status quo, não falar nada, abaixar a cabeça e aceitar – em vez de fazer mudanças, enfrentar confrontos ou fazer uma reflexão mais corajosa e autêntica.

Quando estamos na dúvida se devemos tomar uma atitude que poderia nos deixar vulnerável a erros ou a algum tipo de perda (da reputação, dinheiro, clientes etc.), temos a tendência de avaliar os riscos de forma muito rigorosa.