CNI diz a diplomatas de 80 países que acordo Mercosul-UE poderá ser assinado até o fim do ano

Fonte: Comex do Brasil

Ao participar do VII Briefing Diplomático, o principal mecanismo de interação entre o setor industrial e o corpo diplomático em Brasília e que é realizado duas vezes ao ano, no primeiro e no segundo semestre, desde 2014, o diretor de Desenvolvimento Industrial da CNI, Carlos Eduardo Abijaodi, afirmou que o Mercosul e a União Europeia estão mais próximas de fecharem um acordo político até o fim do ano.

Durante o evento, o gerente-executivo de Assuntos Internacionais da CNI, Diego Bonomo, afirmou que  o Brasil pela primeira vez, nos últimos 20 anos, está mais dedicado a firmar acordos bilaterais, o que não significa que abandonou a estratégia multilateral. “Somos defensores da Organização Mundial do Comércio”, explica Bonomo.

Segundo Bonomo, o Brasil tem se dedicado à integração regional, por meio da revitalização econômica da agenda do Mercosul e aos acordos com os países da Aliança do Pacífico (Chile, Colômbia, Peru e México). Além disso, iniciou as negociações com os países do EFTA (Suíça, Noruega, Islândia e Liechtenstein) e a CNI defende ainda negociações com os países da América Central e com o Canadá. “Vivemos hoje em busca de acesso a mercados”, destacou o gerente da CNI.


(Leia na íntegra)