Brasil e Estados Unidos promovem Diálogo para debater temas de política e seguro agrícola


Fonte: Comex do Brasil

Uma das principais pautas da CNA, uma política agrícola estável e confiável, capaz de criar o ambiente jurídico e econômico propício para a produção, ainda falta ao Brasil. Para conhecer a experiência dos Estados Unidos, um dos países mais modernos do mundo na produção agrícola, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil está trazendo, na quinta-feira, dia 15/10, especialistas do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), da sigla em inglês, para falar sobre a política de Estado para o setor e sobre seguro agrícola.

O evento “Diálogo agrícola Brasil – Estados Unidos” vai permitir o debate sobre a estrutura da lei agrícola norte americana que assegurou ao país  o planejamento, em longo prazo, para uma produção agrícola bem-sucedida. Portanto, as expectativas do segmento rural do Brasil, representado pela CNA, são que as políticas do setor alcancem níveis de eficiência e estabilidade semelhantes aos dos maiores e melhores países produtores, como EUA, Austrália, União Europeia etc.

Conforme explica a economista da CNA, Fernanda Schwantes, “a política agropecuária brasileira tem como principais instrumentos de operacionalização o crédito rural, o seguro rural e a política de garantia de preços mínimos”. Sobretudo, nesse tripé que baliza a produção rural do país, a política de Estado precisa de eficiência em todos os seus aspectos.

(Leia na íntegra)