Atualização sobre a situação logística na China

Prezados Clientes!


Conforme informações de nossos agentes locais, comunicados dos armadores e informações do Marine Traffic, a cidade de Shanghai permanece com restrições de movimentação devido ao COVID-19 sem previsão de liberação, dificultando assim o serviço rodoviário de coleta e entrega de mercadorias no Porto.

A operação portuária permanece afetada à baixa mão de obra disponível para trabalhar no porto devido ao surto da doença, atrasando assim a atracação, descarregamento e carregamento dos navios, neste exato momento (manhã de 28/04/2022) há cerca de 1980 navios cargueiros no Porto operando e aguardando a operação (informações do Marine Traffic), sendo que nas últimas 24h o Porto conseguiu efetivar a operação de +- 600 navios.

Este congestionamento em Shanghai está atrasando a operação de cada navio em média 4 dias (considerando somente em Shanghai após a chegada), este atraso no principal porto da China acarreta um efeito cascata em todos os Portos da Ásia, Europa e Américas. Obrigando muitos armadores a realocar as cargas, omitir portos e realizar transbordos não programados nas rotas. O que leva postergações de embarque dos containers e atrasos no tempo de trânsito.

A cidade de Ningbo e também a Capital Chinesa Pequim, além de outras localidades das regiões próximas aos grandes centros, reiniciaram quarentena em alguns pontos da província para controlar o novo surto da doença, dificultando e atrasando as operações logísticas de coleta e entrega de mercadoria nos portos.

No momento não há como prever um fim para os confinamentos das cidades Chinesas e normalização das operações logísticas mundiais.

Neste cenário, o melhor a ser feito por questões logísticas, ainda é planejar e adiantar o máximo de pedidos possíveis aos seus fornecedores, considerando o atraso eminente das operações em toda a cadeia logística mundial.


Atenciosamente
Caroline Regert 
Gestora de Importação da CONEXO

Solicitar cotação