Agenda Internacional da CNI tem 98 ações para ampliar inserção do Brasil no comércio exterior


Fonte: Comex do Brasil

Negociação de acordos, facilitação e desburocratização do comércio exterior, defesa comercial e apoio às empresas no processo de internacionalização serão os principais focos de atuação internacional da indústria neste ano. Detalhadas em 98 ações prioritárias, medidas compõem a Agenda Internacional da Indústria 2018, lançada nesta terça-feira (27), pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

A agenda é dividida em dois eixos: influência sobre política comercial e serviços de apoio à internacionalização, cada uma com nove temas. A seleção de prioridades é resultado de ampla consulta a federações, associações,  sindicatos patronais, além de empresas de todos os portes. Os resultados da pesquisa Desafios à Competitividade das Exportações Brasileiras, de 2016, também orientaram a escolha de ações prioritárias.

"Uma maior e melhor integração à economia mundial é parte essencial da estratégia para que o Brasil se torne um país mais produtivo, competitivo e desenvolvido. Assim, mesmo em um ano eleitoral, como 2018, não pode servir de justificativa para se deixar de avançar no aperfeiçoamento da política comercial brasileira", afirma o diretor de Desenvolvimento Industrial da CNI, Carlos Abijaodi.

(Leia na íntegra)