A importância do Acordo Mercosul-União Europeia segundo seis representantes da indústria

Fonte: Comex do Brasil

O acordo de livre comércio entre Mercosul e União Europeia tem grande impacto para a economia brasileira e para a indústria em particular, pois a UE é o principal investidor estrangeiro no país e o primeiro parceiro comercial em bens e serviços. Essa é a avaliação da Confederação Nacional da Indústria (CNI), que tem respaldo de diversos setores industriais.
O setor produtivo brasileiro espera que os governos dos dois blocos – pelo lado do Brasil o Itamaraty e o Ministério de Indústria, Comércio Exterior e Serviços – concluam até dezembro deste ano um acordo que seja equilibrado e que permita ampliar o acesso ao mercado da União Europeia para produtos estratégicos da economia brasileira. Estudo da CNI mostra que o Brasil pode ampliar as exportações em 1.001 produtos. Deste total, 67,7% paga alguma tarifa.
Há também grande expectativa da indústria na redução de barreiras não-tarifárias ao comércio. Atualmente, a União Europeia é o parceiro comercial com o qual o Brasil mais tem contestações na Organização Mundial do Comércio, seja em barreiras técnicas ou em medidas sanitárias e fitossanitárias. Veja o que dizem importantes dirigentes de associais industriais: